fbpx
Bolsonaro indica “amigo particular” para Petrobras; MEC exonera 10 funcionários

O ministro da educação, Vélez Rodrígues, exonerou hoje os dez servidores envolvidos na edição do documento sobre livros didáticos.

Eles teriam modificado o edital que passou a permitir erros, propagandas, além de excluir o tema violência contra a mulher dessas obras.

Na verdade o documento foi editado dia 29 de dezembro mas só foi publicada no dia 2 de janeiro, por isso as mudanças foram atribuídas à nova gestão. o ministro anulou as modificações na quarta feira.



Ainda sobre o novo governo, o presidente Bolsonaro, sancionou no dia 11 de Janeiro, uma lei que cassa a CNH de motoristas condenados.

Nesse caso, que usaram veículos para praticar crimes de contrabando, receptação e descaminho.

A nova lei começa a valer, quando for publicada no diário oficial da união.

O presidente indicou Carlos Victor Guerra Nagem, para assumir a gerência executiva de inteligência e segurança corporativa, da Petrobras. ele já trabalha na estatal há 11 anos.




Em um vídeo gravado em 2016, para apoiar a candidatura de Nagem como vereador, Bolsonaro chamou de amigo particular.

O presidente se pronunciou no twitter para criticar a divulgação da amizade entre os dois na imprensa e disponibilizou o currículo de Nagem e que chamou de brilhante.

Programa Mais Médicos e suas novas atualizações

Programa Mais Médicos

A gente muda de assunto para falar do programa mais médicos.

O ministério da saúde divulgou hoje que 1400 vagas não foram preenchidas, desde que os cubanos saíram.

Agora a próxima fase acontece dias 23 e 24 de janeiro, quando médicos brasileiros formados no exterior, devem escolher entre as vagas disponíveis, nos lugares para atuar.

O ministro do meio ambiente, Ricardo Salles, defendeu hoje(11/01), em entrevista a uma rádio, que o Brasil permaneça no acordo de Paris.

O documento estabelece metas para redução da emissão de gases causadores do efeito estufa.




Sales também colocou a culpa, na gestão de Michel Temer, pela desistência do brasil de sediar a conferência climática das nações unidas, em 2019, mas Bolsonaro já disse que participou dessa decisão.

Atualizações dos acontecimentos no Ceará

acontecimentos no Ceará

Agora sobre a situação do ceará.

Mais 15 presos, suspeitos de pertencerem à facções, foram transferidos para presídios federais no décimo dia seguido de violência.

No estado, já são quase 200 ataques criminosos, em 43 cidades. Ao todo, 35 presos foram transferidos.

Quer saber mais notícias? Acesse nosso canal no youtube.

Bolsonaro indica “amigo particular” para Petrobras; MEC exonera 10 funcionários
5 (100%) 1 vote

Facebook Comments